Dúvidas Frequentes

Sim. Como Jesus ensinou, em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. (Leia Mateus 28:19). As crianças podem ser batizadas se o pai ou a mãe estiverem em comunhão com a Igreja, participando das missas. Os adultos que não foram batizados quando crianças, também podem e devem ser batizados se crêem no Senhor Jesus.

Sim. Que podem ser realizados na Igreja ou fora da Igreja. Desde que seja marcado com antecedência e primeiro os noivos se casem no Civil.

Sim. Porque Jesus disse: “Deixai vir a mim os pequeninos e não os impeçais” (Leia: Marcos 10:14). A Eucaristia é um sacramento como o batismo. Se uma criança for proibida de receber a Hóstia Consagrada, também tem que ser proibida de ser batizada. As crianças são inocentes e estão mais preparadas para receber o Corpo e o Sangue de Cristo do que qualquer adulto. Em nossas missas, as crianças participam de tudo para crescerem no bom caminho e serem abençoadas. (Leia Provérbios 22:6).

Sim. Porque está escrito na Bíblia: “Convém, pois que o Bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda modéstia (porque se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da Igreja de Deus?)”. (Leia: I Timóteo 3: 1-5). Jesus curou a sogra de Simão Pedro (Leia: Marcos 1:29-31); portanto, o Apóstolo Pedro era casado.

Não existe nenhum texto bíblico que proíba um sacerdote de se casar. Deus quer a família unida no serviço dEle. Por isso, dizemos com alegria que na ICAC o Padre pode e deve ser casado, cumprindo a Palavra de Deus.

Sim. Todos os Santos são exemplos de fé a serem seguidos. As imagens nos fazem lembrar destes grandes homens e mulheres de Deus, que em vida abraçaram a fé, apontaram e continuam apontando para Jesus Cristo como Senhor e Salvador. O que ninguém deve fazer é colocar um Santo no lugar de Jesus Cristo (pois isso seria idolatria), mas seguirmos os bons exemplos dos Santos não é pecado. (Leia Hebreus 11:4).

Não. A Bíblia nos ensina que nossos pecados devem ser confessados a Jesus Cristo em oração sincera (Leia I João 1:9). O Padre está à disposição dos fiéis para ouvi-los e orientá-los a fim de caminharem nesta vida, praticando a palavra de Deus e detestando o pecado.

Não.  Porque quando uma pessoa morre, seu destino eterno já está selado. Enquanto há fôlego, a pessoa pode abrir o coração para Jesus e ser salva. Devemos respeitar a memória das pessoas falecidas e pedir que o Espírito Santo console as pessoas que sentem a morte de alguém. Devemos rezar pelo vivos, pois pelos vivos é que nossa oração pode muito em seus efeitos. (Leia Isaías 55:6, Hebreus 9:27 e Lucas 16:19-31).

error: Este conteúdo é protegido.